domingo, 13 de setembro de 2009

Mais um ano entre livros


A Bienal do Livro é com certeza o evento mais importante, para mim. É onde me sinto inspirado a não desistir de escrever meus livros, onde encontro novos mundos e encantamentos. Cada lugar, cada estande diferente reflete a criatividade infinita de artistas, de escritores que um dia sentaram em suas poltronas confortáveis e escreveram suas obras no intuito de fazer seu melhor para assim conseguir a prova de seu ser, de seu trabalho concluído com sucesso. E cada leitor se delicia ao entrar nesses mundos diferentes, cheios de cor e som, de imagens encantadas, de fortes emoções. E o mais inacreditável é que ninguém se cansa de percorrer aproximadamente 55 mil m² só de estantes de livros. Eu, particularmente, em nenhum momento me cansei. Se pudesse, viveria, comeria, dormiria na Bienal. Sou muito grato aos livros. A leitura me proporcionou caminhos que nenhuma outra coisa conseguiu. Basta você se aconchegar num canto qualquer, bonito ou até mesmo caindo aos pedaços. Não importa o ambiente. Assim que as palavras são lidas tudo ao se redor se embaraça como num passe de mágica e num segundo você é transportado para outro mundo. É pura mágica. É pura cultura. Você aprende a ler melhor, aprender a compreender uma história, você adquire mais criatividade e inteligência. Existe algo melhor? No momento procuro livros infanto-juvenis, sob a qual escrevo também. Talvez, os lendo inspiro-me e crio algo totalmente novo e melhor. Sem falar na própria presença de escritores que escrevem livros neste estilo. E Maurício de Sousa estava lá, também. Sim, estive bem pertinho dele e fora muito emocionante. Quem sabe um dia serei eu, ali, onde ele ocupou sua cadeira?

Então, se você se interessa por bons livros não deixe de visitar a Bienal do Livro. Corra! É só até o dia 20 de Setembro.

Inté!

Um comentário:

E.M. Silva disse...

Oi Lucas você tem razão ler é simplesmente fantástico. Adoro viajar nesses mundos imaginários que nos proporcionam tantas aventuras. Um livro nos faz rir e chorar, amar e odiar. e a Bienal torna-se um lugar mágico onde as mais diversas criaturas podem ser encontradas.
Bjs!!!
Estou esperando o dia em que você sentará do outro lado de uma enorme pilha de livros autografando e tirando fotos com todos ao seu redor. um grande sonho de todos os que escrevem.
Tchau!!!!!